Filme: Os Croods

conteudo_74501
Sinopse: Em plena era pré-histórica, escondidos na maior parte do tempo dentro de uma caverna, vivem Grug (Nicolas Cage / Hércules Franco), a esposa Ugga (Catherine Keener / Bárbara Monteiro), a vovó (Cloris Leachman / Mariângela Cantú), o garoto Thunk (Clark Duke / Fred Mascarenhas), a pequena e feroz Sandy (Randy Thom / Pâmela Rodrigues) e a jovem Eep (Emma Stone / Luísa Palomanes). Eles são os Croods, uma família liderada por um pai que morre de medo do mundo exterior. Só que grandes transformações estão para acontecer, pois a adolescente Eep acaba conhecendo o também jovem Guy (Ryan Reynolds / Raphael Rossatto) e ele vai apresentar um incrível mundo novo, para o desespero do paizão protetor. Agora, juntos, eles vão enfrentar grandes desafios e se adaptar a uma nova e divertida era. Fonte: Adoro Cinema


Ficha Técnica
Título Original: The Croods
Gênero: Animação, Infantil, Aventura, Comédia, Fantasia
Ano: 2013
Duração:  98 min
Direção: Chris Sanders e Kirk De Micco
Estúdio de Animação: Dreamworks
Distribuidor: Fox Filmes

Opinião:

Lembro claramente quando vi o trailer no cinema; pensei imediatamente: não irei ver. Não achei nada de mais, e não me atraiu. Mas então, zapeando a TV, peguei o comecinho do filme e comecei a ficar interessada na história de tal maneira que tive que baixar pra assistir depois. Ri a beça!

The-Croods-wallpapers-1

Foi uma animação bem diferente e muito divertida. E achei que tiveram muitas referências históricas e coisas que meus professores de história falaram sobre os homens das cavernas. Muito interessante.

A scene from The Croods

Gostei demais da Eep pois ela não tem nada de ‘mocinha indefesa’: ela tem um jeito meio de brutamontes, tem uma força física acima da média (bem acima, diga-se de passagem), e só pensa em sair da caverna. Muito cativante. A família dela é uma peça, todos eles. Amei a situação entre o pai e a sogra (ri demais em várias cenas); gostei da Sandy, que mais parece um animal de estimação do que a filha caçula; gostei da mãe, que apesar de não aparecer tanto de início, tem momentos muito fofos; o Thunk foi o menos expressivo até uma cena numa caverna, mais para o meio do filme, e que foi adorável; o pai, Grug, que é extremamente cabeça dura e tem todo o jeito da Eep;e claro, o Guy, par romântico da Eep, o cara que tem as ideias mirabolantes e sempre se ferra no meio da família de loucos que se chamam os Croods.

The-Croods-2013-Movie-Character-HD-Wallpaper-for-Desktop

Um destaque especial para o Braço (Belt). Um bicho preguiça fofo demais, adorável demais, e muito divertido. Queria um pra mim rs

Foi fofo o desenvolvimento dos sentimentos entre Eep e Guy. Ele abre várias portas para Eep, e para a família dela também. O final foi ainda mais fofo, com um foco maior em Eep e o pai, Grug, e na forma como eles se relacionam.

No fim, gostei tanto desse filme que quero até ver de novo.

Nota: star (1)star (1)star (1)star (1)star (1)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s